Mosteiro São José

Horário de atendimento:

8:30 às 11h - 14h às 16:30
Missas diariamente às 07:30

 

Santos do dia

Pedidos de oração

Informativos

17/01/2018

‘Um só ato de amor nos fará conhecer melhor Jesus…’

A história de Santa Teresinha do Menino Jesus inspira em todos que a conhecem o sentimento de amor a Deus. Sua vida de devoção e santidade foi marcada por muito sofrimento e dificuldade. Mas isso não a impediu de santificar cada ação de sua vida, transformando-a em um exemplo para todos nós cristãos.
10/01/2018

A BUSCA DO ROSTO DE DEUS

A busca do rosto de Deus permeia a história da humanidade, desde sempre chamada a um diálogo de amor com o Criador. De fato, o homem e a mulher possuem uma irrenunciável dimensão religiosa que orienta o seu coração para a busca do Absoluto, para Deus, de quem reconhecem – nem sempre conscientemente – a necessidade. Esta busca irmana a todos os seres humanos de boa vontade.
26/12/2017

Chamadas à vinha do Carmelo

Na base de toda consagração religiosa há um chamado de Deus que só se explica pelo amor que Ele tem à pessoa chamada. Este amor é absolutamente gratuito e único. Caracteriza a nossa vida e dá uma identidade universalmente reconhecida pela Igreja.

TUDO TE OFERTO, SENHOR!

TUDO TE OFERTO, SENHOR!

Igreja no Paraguai anuncia data de beatificação de sua primeira beata

 

VENERÁVEL MARIA FELÍCIA DE JESUS SACRAMENTADO - CARMELITA DESCALÇA

 

O Papa Francisco aprovou o decreto de beatificação da Venerável Serva de Deus Maria Felícia de Jesus Sacramentado, conhecida como “Chiquitunga”.

 Confirmado pelo Arcebispo de Assunção (Paraguai), Dom Edmundo Valenzuela, que a cerimônia será realizada no dia 23 junho-2018, na capital do país.

Maria Felícia “teve uma vida de ação missionária, de apostolado e contemplação. Ela soube unir o que Jesus falava sobre Marta e Maria: ação e contemplação”.

“Estamos admirados com a espiritualidade de uma jovem e queremos que ela seja a padroeira da juventude paraguaia”, porque é um modelo de santidade.

 “Agradecemos a Deus por este grande presente que ele nos concedeu. Agora, devemos desfrutar esta notícia, continuar agradecendo a Deus e nos prepararmos para este grande acontecimento”, acrescentou.

 

Breve biografia

 Maria Felícia Guggiari Echeverría nasceu em Villarrica, em 12 de janeiro de 1925. Desde os 14 anos, dedicou-se intensamente à oração e ao apostolado na Ação Católica do Paraguai.

Durante este tempo, ajudava na catequese de crianças, jovens trabalhadores, universitários com problemas, pobres, doentes e idosos.

Em 14 de agosto de 1955, aos 30 anos, respondeu ao chamado de Deus e entrou para a vida contemplativa na Ordem das Carmelitas Descalças. Seu nome passou a ser Maria Felícia de Jesus Sacramentado.

Aos 34 anos, teve hepatite e, em 28 de março de 1959, domingo de Páscoa, faleceu.

As últimas palavras da Chiquitunga foram: “Querido Papai, sou muito feliz! Como é grande a religião católica! Que alegria encontrar com meu Jesus! Sou muito feliz!” e “Jesus, eu te amo. Que doce encontro! Virgem Maria!”.

Em 13 de dezembro de 1997, começou o seu processo de beatificação. Em 2010, foi declarada “venerável” por Bento XVI.

Em 1º de junho de 2017, a junta médica do Vaticano comprovou a sua intercessão na cura milagrosa de Angel Ramón, um recém-nascido que em 2002 reviveu depois de permanecer durante 20 minutos sem sinais vitais após o parto.

 

Milagre

 A cura atribuída à intercessão da religiosa ocorreu em 2002, em San Pedro, quando um recém-nascido, Ángel Ramón, apresentou complicações no parto e permaneceu durante vinte minutos sem sinais vitais depois de terem cortado o seu cordão umbilical.

Diante desta complicação, a obstetra pediu a intercessão da carmelita e, depois de 20 minutos de ter sido dado como morto, o bebê recuperou os seus sinais vitais.

“Nem foi necessário colocá-lo no oxigênio, nem pressionaram o seu peito, ele reviveu depois de 20 minutos”, relatou o Pe. Flaminio Benítez, da Ordem Carmelita, que apresentou o caso à Santa Sé.

“Depois de cinco minutos sem oxigênio, o cérebro fica com seqüelas, mas atualmente, 15 anos depois, a criança está normal”, sublinhou o sacerdote.

 

TUDO TE OFERTO, SENHOR!

 “Tudo te oferto, Senhor!”, é o lema de Chiquitunga que ela sintetizou imitando uma fórmula química estudada no magistério: T²OS. Este seu lema ela nos descreveu em detalhes numa breve poesia que hoje queremos partilhar!

“¡T²OS!”

Sim, tudo te oferto, Senhor,

tudo quanto há em mim:

as alegrias de minh’alma,

as agonias sem fim.

 

Tudo te oferto, Senhor:

meus trabalhos, meus pesares,

as notas dos meus cantares

que de contínuo elevo a Ti.

 

Tudo quanto há em mim,

tudo te oferto, Senhor,

para que seja de mim

o que te praza, meu Deus.

 

Toda inteira e sem reserva,

faz que eu chegue a subir,

para estar contigo sempre

mesmo que custe “morrer”.

 

“Que se consuma minha vida

Com calma, em silêncio, a sós,

Brindando-te em minha prece

A homenagem melhor".

 

Se é necessário, hoje mesmo.

Nada Senhor, me pertence;

A vida que Tu me deste,

Eu te entrego, Meu Deus!

 

VIDA ETERNA

Serva de Deus Maria Felícia de Jesus Sacramentado, mais conhecida carinhosamente como CHIQUITUNGA. Partiu para a casa do Pai depois de ter vivido uma vida de doação e entrega generosa ao Senhor. Seu lema: Tudo te oferto, Senhor!

No seu leito de morte assim ela se expressava: "Tenho sede do Seu Amor! Possuo um desejo estranho de entrega total, de imolação silenciosa e escondida: Sofro - como não sei dar a entender - este desterro. Cada dia me parece mais verdadeira a minha vocação e amo-a como só Deus pode saber!»

Na noite da sua partida entrou em coma várias vezes... E numa das vezes Felícia, ao vir a si, exclamou sorridente: «Jesus está a jogar comigo!»

 

 

A vida de Maria Felícia foi uma contínua doação como o foi a de Cristo.